Como ensinar a saída do bloco na Natação?







Em uma competição de natação, principalmente nas provas de 50 m, sabe qual fator pode diferenciar o vencedor do oitavo colocado? Uma saída bem executada, movimento que pode, também, poupar energia, diminuir o atrito na água e aumentar a velocidade durante a competição.

Segundo as regras da FINA (2000), a saída nas provas de nado livre, peito e borboleta serão dadas com um mergulho. No apito longo do árbitro os competidores devem subir no bloco de partida, ali permanecendo. Ao comando do juiz de partida "aos seus lugares", eles devem imediatamente tomar posição de partida com pelo menos um dos pés na parte anterior do bloco de partida e lá permanecerem imóveis até o sinal de partida, que só será dado no momento em que todos os atletas estiverem imóveis.

Na natação existem dois grandes grupos de saídas: dentro da água (nado de costas) e de cima do bloco (nados crawl, peito, borboleta e medley). Este segundo grupo tem como variantes o grab (com ambos os pés á frente) e track start (com um pé á frente e outro atrás).

É de suma importância que o professor de natação adote uma metodologia de ensino para alunos iniciantes, respeitando as limitações individuais, tanto de crianças como de adultos. Sendo necessário que se faça um trabalho de adaptação ao meio líquido, antes de se ensinar os estilos da natação (crawl, costas, peito e borboleta), e até mesmo as saídas e viradas. Pois um aluno adaptado ao meio líquido terá muito mais facilidade de aprender a executar a técnica de saída do que aquele que não é tão bem adaptado.

O aprendizado da saída se divide em várias etapas, descritas abaixo:

Queda sentada grupada

    Este exercício pode ser executado da beira da piscina. Esta posição deve eliminar um pouco o medo do aluno, por estar próximo da água. O aluno deverá sentar na beira da piscina com a cabeça baixa entre os braços que devem ficar estendidos e unidos, apontados para água, após a queda executa-se uma expiração pelo nariz retornando a superfície.

Impulso sentado

    Neste exercício, o aluno deverá ficar sentado na beira da piscina com o tronco estendido, e com os braços unidos e estendidos acima da cabeça com as mãos dadas. O impulso deverá ser feito para cima, com uma leve flexão dos quadris para que ocorra uma boa entrada na água.

Mergulhos de joelhos e agachados

    O aluno deverá ajoelha-se em uma das pernas, e a outra perna deve ser posicionada de tal forma que ele consiga manter-se equilibrado. Os braços devem ser posicionados da mesma forma do exercício anterior. Com uma inclinação do aluno à frente, onde a pernas deverão estender-se totalmente no momento do impulso da saída.

Queda agachada

    O aluno assume a posição agachada com um pé à frente, utilizando o impulso dos dois pés, a partir da borda da piscina. Os braços devem ser posicionados da mesma forma do exercício anterior, apontados para o ponto pretendido de entrada.

Mergulho direcionado

    O aluno assume a posição de pé na borda da piscina, com um pé à frente, com uma leve flexão no joelho. O corpo deve estar inclinado à frente na direção da água. A cabeça deve estar entre os braços que por sua vez deverão estar estendidos com as mãos unidas. A saída deve ser suave com elevação da perna de trás estendida, inicialmente, para então se juntar à perna da frente antes do final da entrada na água.

Queda com flexão do tronco

    Na posição em pé, coloca - se os pés na parte posterior do bloco de partida, onde os joelhos e quadris devem estar levemente flexionados, proporcionando a inclinação do nadador para frente, por sobre a borda da piscina. Os braços estendidos à frente na direção da água, e no momento da saída as pernas devem ser estendidas.

Mergulho lançado (posicionamento da saída propriamente dita)

    Na posição em pé, o aluno deverá se posicionar com os pés na parte posterior do bloco de partida com os pés separados, com os joelhos e quadris flexionados, os braços ficarão soltos na frente, próximo do bloco de partida. Com um impulso para frente, facilitará para que a entrada e o deslizamento sejam rasos.

    Se os alunos forem instruídos a saltar e alcançar um objeto acima da cabeça, o balanço natural dos braços será executado (Palmer, 1990).

    Palmer (1990) descreve abaixo alguns exercícios que levam as saídas de pé. Onde coloca que o professor de natação só deve passar estes exercícios para os alunos após aprenderem os exercícios iniciais de mergulho.

Saída de pé com o balanço convencional dos braços

    Em pé longe da borda da piscina, os alunos praticam o balanço e o salto. Iniciar numa posição agachada, similar à posição de saída. Os alunos devem saltar e alcançar algo no balanço para cima. Atingir altura é o principal objetivo do exercício junto com o estabelecimento da direção correta do balanço do braço.

Tomar impulso para o balanço convencional do braço

    O nadador deve tomar posição na borda da piscina com os pés separados na largura dos quadris, os calcanhares no solo, joelhos e quadris flexionados, braços ao longo da lateral do corpo levemente à frente, a cabeça levemente elevada com olhos voltados para frente e para baixo. O nadador deve olhar para baixo a fim de ver onde esta pisando e deve ficar mentalmente alerta ao sinal de partida.

O TOP 100 Natação é um guia online e isso significa que você recebe pouco tempo depois de ter comprado e o uso das atividades é quase imediato.
Esse guia online traz atividades de recreação aquática, ensino dos quatro nados (borboleta, costas, peito e crawl), aulas completas e dicas para variações de exercícios. Clique aqui e saiba mais!


Ganhe o Ebook: Natação segundo a Psicomotricidade
Grupos de Whatsapp sobre vários Esportes

Comente:

Nenhum comentário