Cuidados na Natação para bebês








A natação é a primeira atividade física que os bebês podem fazer. Eles conseguem participar das aulas antes mesmo de aprender a andar. Há, inclusive, consenso entre pediatras e professores de Educação Física sobre os benefícios. A exposição à água, que massageia a pele do bebê, e o contato com a pele da mãe ou do pai, transmitindo conforto e segurança, remetem o pequeno à vida intrauterina, propiciando prazer e bem-estar.

A proposta da natação para bebês está baseada na vivência, exploração e compreensão de uma variedade de conceitos, desde a adaptação ao meio líquido até a exploração e relação do seu corpo com a água. Ela tem como objetivos desenvolver a compreensão do outro, percepção das interdepêndencias, socialização, desenvolver a personalidade e capacidade de autonomia. Tal conquista possibilita um maior domínio e desenvolvimento do corpo e contribui para o bem-estar do bebê. A natação também desenvolve o aspecto socio afetivo que inicia desde o ventre materno, pois a criança percebe o mundo, escuta, movimenta-se e até sonha.

Cuidados

Antes de colocar o bebê nas aulas, deve-se considerar uma série de aspectos. Entre eles, se o tratamento da água é feito por meio de cloro, o que poderia aumentar as chances de alergia, e o clima e a reprodução artificial dele, caso das piscinas térmicas. Bebês que não estão em dia com o calendário de vacinas não devem entrar na piscina. Prematuros merecem especial atenção, já que as defesas ainda não estão maduras. O ideal é evitar natação, ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

Vou te indicar 2 cursos para quem trabalha com NATAÇÃO INFANTIL e quer diversidade em jogos e atividades cantadas. Você precisa conhecer o curso EAD - Natação Infantil - Criando e Brincando e o curso EAD - Natação Infantil - Jogos Lúdicos Direcionados. São excelentes!


Ganhe o Ebook: Natação segundo a Psicomotricidade
Grupos de Whatsapp sobre vários Esportes

Comente:

Nenhum comentário