Benefícios da natação para idosos








Considerada por muitos um remédio para o corpo – e para a alma também! – as aulas de natação, com as próprias aulas de hidroginástica, são ideais para pessoas idosas que possuem problemas ósseos, como osteoporose por exemplo, além de fortalecer a musculatura e reduzir a perda de massa óssea. Isso, porque, na água, o impacto com o meio físico é muito menor, reduzindo também o risco de ocorrer qualquer lesão.

Benefícios da natação para idosos

Melhora no condicionamento físico

O termo condicionamento físico é o nome dado à capacidade que o seu corpo tem de reagir e resistir às tarefas que lhe são propostas no dia a dia e em atividades físicas esporádicas. Coração, vasos sanguíneos, pulmões e músculos são os focos de desenvolvimento.

A natação auxilia nessa preparação para as atividades rotineiras e ocasionais, pois aumenta a resistência e faz com que o seu corpo demore mais para chegar à sensação de cansaço, melhorando sua performance dia após dia. 

Proteção das articulações

Apesar de trabalhar e fortalecer a estrutura de todos os membros do corpo, a natação não prejudica as articulações. Isso ocorre, pois o corpo sofre menos impacto da gravidade dentro da água, diminuindo seu peso total e evitando sobrecarregar as articulações. 

Se comparado com outros esportes como a corrida, que tem impacto forte e constante no solo, as atividades nas piscinas são mais indicadas, pois as articulações geralmente ficam mais frágeis na terceira idade, em especial as localizadas nos membros inferiores.

Melhora na capacidade respiratória

Uma consequência natural às práticas esportivas é o desenvolvimento da capacidade respiratória. Uma pessoa adulta tem uma capacidade respiratória padrão que, em um volume total, corresponde a mais ou menos 6,5 litros. 

O segredo aqui é que a natação trabalha a capacidade respiratória em um ritmo de menor impacto para o corpo humano. Por isso, a atividade é mais segura para idosos, apresentando menor risco em comparação à práticas como musculação e corrida, por exemplo. 

Estimulação da interação social  

É comum na terceira idade, idosos terem a sensação de solidão ou sentirem a falta da rotina ativa do passado, chegando até mesmo a ter sintomas de depressão. Para driblar isso, a natação também oferece o benefício da socialização.

 A atividade proporciona contato com os colegas da turma nas aulas coletivas, além de professores e instrutores. E o vínculo com outros praticantes do esporte, que naturalmente gostam de falar sobre a prática com outros adeptos, pode ir além das horas de aula.  

Melhora na autoestima

Um dos benefícios do esporte é a melhora da autoestima e do bom humor. Ao conseguir desenvolver um novo hábito, há a sensação de conquista e superação. Além disso, a melhora na autoestima é uma consequência do desenvolvimento do condicionamento físico e das relações sociais que o esporte proporciona.

A prática regular da natação melhora a postura, controla o peso, dá força e equilíbrio. Como resultado, os nadadores da terceira idade se sentem rejuvenescidos. E uma autoestima elevada é essencial para o amor-próprio também se elevar.

Ao fortalecer o corpo de forma completa, trabalhando resistência e condicionamento, o idoso adquire maior liberdade para as atividades de sua rotina — outro ponto positivo para o fortalecimento da autoestima. 

Melhora na capacidade cognitiva

Além da parte física, a natação também proporciona o desenvolvimento do condicionamento mental e do raciocínio lógico, ampliando a capacidade de concentração dos nadadores. Assim, as doenças cerebrais podem ser evitadas ou controladas, trazendo mais qualidade de vida aos praticantes. 

Proteção dos ossos

A natação é ideal para pessoas que sofrem com problemas ósseos, como osteoporose, ou para quem quer prevenir essas doenças. Além disso, a prática é fundamental para diminuir os riscos de lesões e fraturas, visto que a recuperação nessa idade é mais complicada. 

Coordenação motora

Os benefícios da natação vão além do momento da aula. A atividade ajuda a desenvolver a coordenação motora e a consciência corporal. A combinação desses fatores com os ossos e as articulações fortalecidos, ajuda o idoso a desenvolver maior equilíbrio, diminuindo o risco de quedas tão comum nessa etapa da vida. 

Melhora na capacidade cardiovascular

Com a prática da natação há um aumento nos batimentos cardíacos e o contato com a água proporciona a chamada vasodilatação das vias respiratórias. A combinação desses fatores melhora a capacidade cardíaca do idoso.

Esse benefício vai além e pode evitar o desenvolvimento de doenças cardíacas ou ajudar a manter esses problemas sob controle. 

Diminui a ansiedade

Ter uma rotina física e manter contato constante com outras pessoas são ótimas ferramentas contra ansiedade, estresse e depressão. Esses males podem originar ou piorar muitas doenças físicas e é fundamental proteger também a saúde mental e emocional.


Não existe idade para aprender a nadar, muito menos para aproveitar os inúmeros benefícios que o esporte oferece. Afinal, as aulas de natação estão sempre relacionadas a qualidade de vida, saúde e bem-estar, já que atividade física e saúde andam lado a lado. Não à toa, estudos apontam uma melhora no humor e na cognição com a prática de exercícios na água, principalmente nos mais idosos.   



Comente:

Nenhum comentário